Crise?!?! Que crise?!?!

Crédito da ilustração: somosandando.com.br
Crédito da ilustração: somosandando.com.br

Dia desses uma militante típica postou em seu perfil que em sua cidade as lojas então criando listas de espera tal o volume de pedidos de compra.

Deveria ter sido achincalhada, mas, pelo contrário, a “sua informação” foi saudada com hurras, vivas e gritos de louvor.

A crise inexiste, e não passa de propaganda anti-Dilma da imprensa (o tal do PIG).

Já havia relatado neste espaço e em outros, há algumas semanas, o exemplo da Zona Franca de Manaus que despediu e/ou deu férias coletiva para praticamente metade da força de trabalho do Distrito Industrial.

O DI de Manaus é responsável pela maior parte da produção de eletroeletrônicos, de duas rodas e de equipamentos de informática do País.

O que acontece na “cidade da militante típica” se repete em outras cidades brasileiras: o estoque de produtos caiu enormemente, e o que resta de consumidores tem sim de entrar numa fila de espera, até que novas remessas de produtos cheguem.

É uma junção da queda do consumo com a baixa produção.

É uma roda-viva.

Diminuição salarial

Há dois dias a presidente anunciou uma saída mágica para a crise: cortar horas de trabalho e o salário dos trabalhadores.

Aécio Neves gostou dessa, e disse aos seus botões: essa saída até eu encontrava, mas não conta pra ninguém.

Salvacionismo

A medida também está sendo vista como salvacionista para enfrentar a crise.

Aí chegamos a um paradoxo: não temos crise, mas a presidente sanciona uma MP para amenizar os efeitos da crise?!?!?!?!

O Brasil continua um país surreal!

Mas que não nos percamos: aquela e outros tantos militantes típicos saúdam a “iniciativa” presidencial soltando hurras e vivas, tendo até quem tenha postado nas redes sociais ser “preferível” ganhar pouco do que não ter emprego.

Sério!!!!!!!!!

O crescimento do índice de desemprego (já chegamos perigosamente a 8,1% – PNAD/IBGE), a baixa demanda por consumo e o achatamento/diminuição salarial, de pronto, alimentam a roda-viva da crise, que não existe, segundo militantes típicos, já que tudo é invenção da mídia (do tal do PIG).

Fantástico! É o show da vida.

Na real

Que nos socorram, então, os índices da Confederação Nacional da Indústria:

– “Um terço da indústria ainda deve demitir”

– “60% da indústria já reduz a força de trabalho”

Veja aqui:

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/07/1652980-um-terco-da-industria-ainda-deve-demitir-segundo-estudo-da-cni.shtml

http://www.portaldaindustria.com.br/cni/imprensa/2015/07/1,65652/atividade-cai-ainda-mais-e-emprego-na-industria-recua-0-9-informa-cni.html

http://www.portaldaindustria.com.br/cni/imprensa/2015/07/1,65712/medo-do-desemprego-aumenta-5-4-em-junho-e-atinge-maior-nivel-desde-setembro-de-1999.html

PUNK!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s