“Contra o cinismo, expressão cultural do sistema”

Reprodução
Reprodução

[Quando discutimos neoliberalismo, o atual estágio do capitalismo, naturalmente nos focamos em economia e política. Mas nenhum sistema de dominação pode surgir, e muito menos permanecer e se aprofundar ao longo das décadas, sem um aparato cultural que se estenda bem além da simples propaganda.

Um cinismo desolador — um pessimismo profundo, para o qual mesmo que as coisas estejam muito ruins não há nenhuma alternativa — mantém as sociedades paralisadas de maneira mais eficaz que qualquer força policial. O que é essa resignação se não uma aceitação passiva do status quo? Acreditar em um mundo melhor é um ato de otimismo. Requer a consciência de que tal mudança é realmente possível; de que não somos obrigados a aceitar padrões de vida degradantes, excesso de trabalho, emprego precário e uma monocultura corporizada que põe as fofocas de celebridades e o espetáculo acima da autêntica troca humana e da comunidade.

O cinismo, portanto, é a expressão cultural natural de nossa época. Ele articula-se com o fatalismo coletivo para constituir uma força desorganizadora, segundo argumenta J. D. Taylor.]

Pete Dolack

Leia o texto completo em: http://outraspalavras.net/capa/contra-o-cinismo-expressao-cultural-do-sistema/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s