Pessimismo versus otimismo – 2016 será pior que 2015 (?)

A bomba
Crédito da foto: http://www.alunosonline.com.br

Pessimistas a jusante e a montante já preveem um 2016 pior do que este 2015.

Os que veem um rio caudaloso, não sereno, mas menos agitado acreditam que tudo fica como está, com queda no PIB (menor, por volta de 1,9%), índices de desemprego e inflação subindo, mas moderadamente.

Óbvio que se está falando do Brasil, então vamos às previsões do governo Dilma Rousseff.

A equipa (como se diria em Portugal) econômica até admite que o PIB registre um negativo de 1 ponto qualquer coisa, quem sabe batendo em 2.

Mas diz que há indícios (já) de recuperação, o que pode impactar na geração de empregos e no freio da inflação. Isso lá pelo meio do ano que vem.

Investimentos, verdade seja dita, já voltaram (meio que tímidos) e quem sabe voltem com mais intensidade ano que vem.

Sobre a recuperação de renda, nadica de nada, de ambos os lados.

Bem… melhor manter muita calma nessa hora e esperar pelos acontecimentos.

Se é correta a preocupação, é desnecessário o pessimismo.

Ainda defendo a tese segundo a qual, mesmo muito fragilizada, Dilma acha que está correto o que anda fazendo e se ela acha correto, correto está.

Fervura

As prisões de Bumlai (o amigo de Lula) e de Delcídio do Amaral (ele incorporou esse “do” recentemente por conta dessa história de numerologia) – o líder do governo no Senado – jogam um bocado de água fervente na fervura política brasileira, mui especialmente sobre o Palácio do Planalto, o Partido dos Trabalhadores e Luiz Inácio Lula da Silva.

Dormindo em berço esplêndido, os petistas (especialmente aquela moçada dos blogues financiados pelo erário) estavam achando que o Natal, a passagem de ano e até ali por volta do carnaval iria rolar apenas festas… e depois a calmaria.

Iria… as prisões de ambos bagunçaram o coreto do otimismo.

Pouco atenta, essa gente correu a culpar o Moro pelo acontecido com do Amaral.

Precipitação besta pois, no caso, o cu nada tem a ver com as calças, e fosse o que fosse, do Amaral é da alçada da PGR e do STF e não do Moro.

O corre-corre para desfazer o besteirol só revela que essa gente que vive do erário, além de espertalhona e precipitada, não entende porra nenhuma de nada.

Mas é gente que, assim como Reinaldo Azevedo, da Veja, sabe para quem escreve.

“Mundo, vasto mundo”

Mas não são apenas nossas agruras que nos apertam e nos levam a essas discurseiras todas.

No subcontinente, a vitória do argentino Macri (esses argentinos sempre nos dando trabalho…) aponta para um efeito dominó, que, já no 5 de dezembro, promete desestabilizar o venezuelano Maduro, estender-se até o nosso 2018 e ir um bocado mais à frente e botar a pique o desenvolvimentismo neoliberal que por aqui parecia consolidado desde início do milénio.

Lá pelas oropas, franças e baias, Putim, o russo, foi arrumar uma encrenca dos diabos com os turcos, teve duas aeronaves abatidas, não matou nenhum curdo, como queria e almejava o czar sírio e ainda arrumou outra baita encrenca com os Estados Unidos que querem os curdos apeando o troglodita-ditador Bashar al-Assad do poder.

O Daesh agradece esse rolo todo bastante penhorado.

“De volta ao futuro”

Em casa de novo, tem-se que um grupo de estudos da UnB escarafuncha uma bomba que pode ser a pá de cal do lulopetismo e arsenal de guerra para os tucanos e a Marina da Rede em 2018.

Pouco se sabe até agora dos estudos, mas pelo que se sabe, duas coisas já se assanham:

– os números alvissareiros do lulopetismo não são tão alvissareiros assim, quando não, uma leve falácia;

– se mobilidade social houve nesta Grande Terra de Tupã (e houve) ela ocorreu de 1930 a 1980 (apenas, e não em tempo algum ou outro).

O resto seriam firulas e meros discursos.

Feliz 2016! E cante:

Um comentário sobre “Pessimismo versus otimismo – 2016 será pior que 2015 (?)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s