Dilma erra e acerta e sabe que o país está à beira de um colapso

IncognitaA presidente Dilma Rousseff está com pressa. Há mais de um mês externou que quer ver um fim rápido para a Operação Lava Jato (embora saiba que não terá, pois, como se diz pelas ruas, o “buraco é mais embaixo”).

Ou seja, tem muita coisa ainda para vir à tona, e todas impactam em seu governo.

Mas a preocupação da presidente é, a rigor, com a Petrobras (o cerne da questão) que está se decompondo, com sua boa cadeia de produção se esfacelando.

Ontem à noite Dilma disse que quer pressa no desfecho de seu próprio impeachment.

Ela sabe do que está falando. Sabe que quanto mais longa for a agonia, maior será o desgaste de seu governo e mais profunda será a crise econômica.

Já há indícios soltos pelo mercado.

Esses são os seus acertos.

Os erros

A fala de Dilma Rousseff, logo após o anúncio de Eduardo Cunha – veja aqui https://afalaire.wordpress.com/2015/12/03/crise-desdobramentos-estrategias-mal-construidas-resultam-em-tragedias/ e aqui https://afalaire.wordpress.com/2015/12/03/fragmentos-pos-apocalipticos-de-uma-quarta-feira-apocaliptica/ -, foi um amontoado de erros e deu ensejo para que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo – veja aqui http://www.brasil247.com/pt/247/poder/207617/Cardozo-refor%C3%A7a-‘pedidos-de-impeachment-n%C3%A3o-t%C3%AAm-base-jur%C3%ADdica’.htm – cometesse outros tantos, e açulasse o petismo a agir intempestivamente, acionasse de forma inacreditavelmente infantil o STF – para tentar barrar o processo do impeachment no Supremo – e colecionasse, em apenas um dia, várias derrotas.

As chances

Dilma tem uma ótima chance de colocar a pique a ação do impeachment na comissão que será instalada na próxima segunda-feira e que deverá estar assim constituída:

– 65 membros;
– PSDB, PSB, PPS e PV , 12;
– PT, mais PSD, PR, PROS e PCdoB, 19;
– 8 são do PMDB;
– o restante fica com PP, PTB, DEM, PRB, SDD, PSC, PHS, PTN, PMN, PRP, PSDC, PEM e PRTB.
Se o processo passar daí e for ao plenário vira loteria, e isso a presidente não quer.

As outras chances reais estariam, mais uma vez, no STF, mas isso em um outro momento, com a presidente totalmente desgastada, seu governo esfacelado e desmoralizado.

Se deixar a presidência, mesmo que por breve período (como prevê a Constituição), Dilma não volta mais.

O confronto

Pró e anti petismo prometem, para os próximos dias, tomar as ruas.

Por óbvio, uns a favor da permanência de Dilma; outros pela sua derrubada, via impeachment.

Todos prometem grandes manifestações, e se teme que haja confrontos (sérios) entre os grupos.

É pouco provável que isso aconteça.

Do lado dos anti governo (tirando de dentro deles um ou outro grupo formado por malucos que pegam em armas e querem “partir para a porrada”) nunca houve e não há nenhum indicativo de violência (de qualquer espécie).

Apesar das bravatas, tanto de Lula, quanto do PT como ainda do líder sem-terra, João Pedro Stedile, o que até agora está claro é que “as esquerdas” perderam a capacidade de aglutinação e de reação.

Também, acrescente-se, não se trata de gente violenta, disposta ao confronto físico ou a atentados.

O PT diz que conta com “os movimentos sociais” para “barrar o golpe paraguaio”, como essa gente chama o processo de impeachment.

Resta saber o que o partido chama de “movimentos sociais”.

Está falando apenas da CUT, da UNE e do MST ou está falando de “todo o movimento social”?

Se está falando “de todo o movimento social” está cascateando, pois a maioria dos movimentos sociais não está nem aí para as agruras do PT e de Dilma.

E não está nem aí pois foi o próprio PT no governo que tratou de desmobilizá-los e enfraquecê-los, dando musculatura apenas às grandes grifes sociais, tipo, exatamente,    CUT, UNE e MST.

É melhor, portanto, e dentro da legalidade, o PT e o governo Dilma buscarem outros caminhos, pois este não vai lhes ajudar em nada. Muito pelo contrário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s