Quando a prisão de um jornalista é uma boa notícia

Anjos
Crédito da ilustração: livrespensadores.net

No nosso mundinho bipolar quem está do nosso lado é santo e reúne todas as virtudes; quem está do outro lado é demônio e reúne todos os vícios.

Dependendo de que lado você esteja, Paulo Henrique Amorim (o apresentador da Rede Record) é santo ou demônio, assim como Ali Kamel (o diretor de jornalismo da Rede Globo).

Na justiça, Kamel conseguiu que Amorim fosse condenado à prisão por cinco meses e dez dias.

Esclareça-se: penas pequenas assim não levam ninguém à prisão, mas podem resultar em indenização e até em trabalhos prestados à sociedade.

O apresentador da Record vai recorrer da sentença, o que é de seu direito.

Assim como é direito de Kamel acionar o “colega” na justiça caso se sinta ofendido.

Se são santos ou demônios isso é uma discussão para os insanos que teimam em ver um mundo dividido entre malvados e bonzinhos.

Essa não é minha praia.

Não é a primeira vez que Amorim é levado à justiça por detratar e difamar colegas de profissão.

E não é a primeira vez em que é condenado.

Aliás, até hoje não venceu na justiça um único caso.

Lula

Kamel já faz há tempos algo que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começa a fazer agora.

Já tratei desse assunto por aqui em “Lula tem o dever moral de destruir os seus inimigos”.

“De uns tempos para cá, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (em toda extensão que o seu nome já comporta: lulismo, lulopetismo, PT, petismo, petistas, militância e simpatizantes) resolveu reagir aos seus detratores, levando-os à justiça.

Espero que vá até o fim e não esmoreça.

Seus detratores, caluniadores e achacadores são inimigos.

E com inimigos não se conversa: se destrói.”

Justiça

A justiça está mais dura e mais sólida nos últimos anos.

É um avanço considerável após a promulgação da Constituição Federal de 1988, que por seu lado já foi um avanço descomunal com relação à ditadura militar (1964-1985).

Essa nova postura da justiça (mais sintonizada com uma democracia) tem incomodado muita gente, que vê nisso uma partidarização ou uma ideologização.

Besteira pura!

Trata-se de gente acostumada a transitar pela vida ao lado de uma justiça cega , muda e surda.

Essa gente está sendo derrotada.

Então, viva Kamel e viva Lula!

Abaixo os seus detratores e difamadores.

Justiça neles (e, quando for o caso, cadeia neles!)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s