País parte para o olho por olho, dente por dente

Vestindo vermelho
Crédito da foto: sindicalismoecultura.blogspot.com

Há algum tempo, o jornalista Juca Kfouri criticou as vítimas da insânia dos anti-petistas por não reagirem quando agredidas em restaurantes e ruas e avenidas e aeroportos e em locais de votação.

Esta semana, Kfouri praticou exatamente o que pregava.

Importunado em sua própria residência, saiu às ruas, confrontou os agressores (quatro), exigiu respeito e pedidos de desculpas, anotou a placa do automóvel que os insanos usavam, localizou o proprietário do auto, denunciou e expôs os insanos em seu blog e nas redes sociais, e, por fim, os está levando à justiça.

Perfeito!

Não se pode forçar a mão, como se forçou no título, dizendo que se trata de um olho por olho, dente por dente, mas figurativamente é isso que está acontecendo.

Acionada pelo STF, a Polícia Federal está cruzando dados e informações e já localizou os insanos que foram hostilizar o juiz Teori Zavascki, em sua casa, em Porto Alegre (RS).

Vão ter de responder na justiça pela insanidade, coisa que inclusive deve sobrar para o cantor e compositor Lobão, que andou divulgando o endereço de um dos filhos de Zavascki, incentivando a turba a pressioná-lo e a agredi-lo.

Chico Buarque de Holanda também reagiu, prometendo processar seus detratores (de rua e nas redes sociais) e ao proibir que um artista ensandecido continuasse usando suas músicas em um espetáculo teatral.

Reação

Exemplos dos dois lados abundam e podem se acirrar, especialmente se os agressores não arrefecerem seus ânimos.

Por certo tempo, os agredidos, escudados num certo republicanismo, tentaram apenas absorver os golpes e contemporizar.

Agora a coisa mudou de figura, e isso é muito bom.

Como se dizia, quando eu era ainda criança, “não se pode dar milho a bode”.

Vermelho

Sem querer contar vantagens, até porque o exemplo não se restringe a mim, ontem fui à área central (do Plano) de Brasília trajando uma camisa vermelha.

Fui de propósito, pois sair de vermelho por este tempo insano acaba por fazer parte do rol de pecados e heresias que podem nos levar às fogueiras da santa inquisição.

Fui de ônibus e no ônibus várias pessoas também trajavam vermelho. Nenhum de nós foi hostilizado.

No Plano, encontrei mais pessoas vestindo vermelho e igualmente ninguém foi hostilizado.

Uma de minhas filhas argumentou que estávamos em Brasília, onde essas coisas normalmente não acontecem, mas se estivéssemos em São Paulo ou Rio a coisa seria diferente.

Pode até ser, pois naquelas cidades até cachorrinhos com roupinhas vermelhas já foram chutados e seus donos ofendidos pelos insanos.

Se as regras da luta foram postas nestes termos, então afiemos as nossas adagas, cutelos e espadas de samurai.

Nota

Mas se houver morte, então darás vida por vida,
Olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé,
Queimadura por queimadura, ferida por ferida, golpe por golpe.

Êxodo 21:23-25

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s