Da liberdade e da democracia ou como mais cedo ou mais tarde todas as máscaras caem

As mascaras
Crédito da ilustração: http://www.fashionbubbles.com

O tempo e a fotografia são cruéis (já disse n vezes isso por aqui e por outros espaços).

A segunda destrói a bela imagem que fazíamos de nós mesmos.

O primeiro desvenda, a nós mesmo, os subterrâneos de nossas intenções, desejos e objetivos.

O liberal Movimento Brasil Livre (MBL) agora se alia a ruralistas e a evangélicos para seguir adiante na demolição dos programas sociais tão caros às amplas camadas sociais desde sempre alijadas do processo de modernização e desenvolvimento do país.

Os Revoltados Online (nome genérico), antes refratários à política partidária, preparam o lançamento de candidaturas, já este ano, por diversos partidos, nenhum deles com programas que contemplem a ascensão das camadas pobres e a participação nos destinos do país do cidadão comum.

Petistas pregam, nas redes sociais, que Dilma feche o Congresso, que cerce o Palácio do Planalto com tanques do exército, que baixe medida provisória para alterar a constituição.

Tudo em nome da liberdade e da defesa de (poucos e parcos) direitos supostamente adquiridos por alguns poucos.

Das risadas

Nem se pode usar por aqui o velho mote “seria cômico se não fosse trágico”, pois nada disso se presta a ser objeto de risadas e brincadeirinhas.

É apenas a exteriorização de nossa alma profunda, de nosso desconforto para com a liberdade, a democracia e a diversidade.

Somos apenas nós mesmos nos relevando, gente bruta, de alma sanguinária e intolerante.

Gente que se desnuda a cada passo, à medida que a nossa fotografia vira apenas um registro do passado, cada vez mais desbotada pelo tempo, mostrando que se nossa beleza existiu, em algum momento, hoje não passamos de carne que se apodrece junto com nossas ideias, nossos desejos e nossas frustações.

Das indicações

O Futuro da Democracia – Norberto Bobbio

Cultura e democracia o discurso competente e outras falas – Marilena de Souza Chauí

Democracia – do conceito à prática, da representação à participação – Carlos Fernando Galvão e Corinto Meffe

Péricles – O inventor da democracia – Claude Mosse

Constituição da República Federativa do Brasil

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s