Escrever é um ato solitário, mas não leva à solidão

Soh
Ilustração do blog ivofernandes.blogspot.com

Há uns três anos conheci um sujeito que fazia um trabalho burocrático numa instituição governamental. Ele fora tradutor, assim como a esposa, mas havia abandonado a profissão, incomodado com a solidão.

Ele me disse que a esposa estava perto de repetir a sua decisão, pois também não aguentava mais a solidão do trabalho de tradutora.

Conversei com ele três ou quatro vezes, e depois não o vi mais. Fiquei sabendo quer perdera o cargo burocrático que ocupava. Quem sabe (estou especulando) tenha voltado às traduções para sobreviver.

Ele me perguntou como eu aguentava ser editor (de livros) e se a solidão não me incomodava.

Antes uma explicação: eu sou editor freelancer, ou associado, ou consultor (como queiram) e desenvolvo meu trabalho sozinho, no micro escritório que montei em minha casa.

Não, não me sinto solitário e para ser honesto nem sei mesmo ao certo o que vem a ser solidão.

Pelo menos até hoje, perto de completar 67 anos, nunca sofri desse mal. E nem creio que vá sofrer um dia.

Das solidões

Se você der uma boa busca na internet, vai encontrar algumas boas frases sobre solidão (ser solitário) como, por exemplo, neste link: http://pensador.uol.com.br/solidao/2/ [1].

O verbete “solidão”, na Wikipédia registra: é um sentimento no qual uma pessoa sente uma profunda sensação de vazio e isolamento. A solidão é mais do que o sentimento de querer uma companhia ou querer realizar alguma atividade com outra pessoa não por que simplesmente se isola mas por que os seus sentimentos precisam de algo novo que as transforme.

Um dos primeiros usos a serem gravados da palavra “solitário” está na tragédia Coriolanus, Ato IV Cena 1, de William Shakespeare, escrita em 1608.

Em “Desde que o samba é samba”, Caetano Veloso canta que “Solidão apavora / Tudo demorando em ser tão ruim / Mas alguma coisa acontece / No quando agora em mim / Cantando eu mando a tristeza embora”.

Como se vê, há prós e contra; mas estou com aqueles que entendem ser a arte de escrever (traduzir e editar também fazem parte dessa categoria profissional) um ato solitário, mas que em momento algum nos leva à solidão.

Das sugestões

A propósito do que se diz acima vão algumas sugestões de leitura:

Escrever é precisohttp://dererummundi.blogspot.com.br/2016/06/escrever-e-preciso_26.html

Identidade: questões conceituais e contextuaishttp://www.uel.br/ccb/psicologia/revista/textov2n13.htm

Não-euhttp://www.acessoaoinsight.net/arquivo_textos_theravada/naoeu.php

Taoísmo http://www.sepoangol.org/taoismo.htm

Nota

[1] Eis algumas delas:

– A consciência é uma pequena lanterna que a solidão acende à noite. Madame de Staël

– Se tens medo da solidão, não te cases. Anton Tchekhov

– No fundo, é isso, a solidão: envolvermo-nos no casulo da nossa alma, fazermo-nos crisálida e aguardarmos a metamorfose, porque ela acaba sempre por chegar. August Strindberg

– A solidão mostra o original, a beleza ousada e surpreendente, a poesia. Mas a solidão também mostra o avesso, o desproporcionado, o absurdo e o ilícito. Thomas Mann

– Em suma, todo o problema da vida é este: como romper a própria solidão, como comunicar-se com os outros. Cesare Pavese

– A solidão é a mãe da sabedoria. Laurence Sterne

– A solidão está para o espírito como a dieta para o corpo, mortal quando é demasiado prolongada, embora necessária. Luc de Clapiers Vauvenargues

– A solidão é impossível, e a sociedade, fatal. Ralph Waldo Emerson

– Eu acredito no prazer da carne e na solidão irremediável da alma. Hjalmar Soderberg

– Caminhais em direção da solidão. Eu, não, eu tenho os livros. Marguerite Duras

– Os grandes homens estão muitas vezes solitários. Mas essa solidão é parte da sua capacidade de criar. O caráter, assim como a fotografia, desenvolve-se no escuro. Youssuf Karsh

– A amizade não precisa de palavras – é a solidão sem a angústia da solidão. Dag Hammarkskjod

– É isso que eu sou: solidão e solidariedade. Panait Istrati

– As obras de arte são de uma solidão infinita: nada pior do que a crítica para as abordar. Apenas o amor pode captá-las, conservá-las, ser justo em relação a elas. Rainer Maria Rilke

A solidão é muito bela, mas quando se tem perto de si alguém a quem o dizer. Gustavo Bécquer

– Toda a arte começa na insatisfação física (ou na tortura) da solidão e da parcialidade. Ezra Pound

– A solidão é o fundo último da condição humana. O homem é o único ser que se sente só e que procura um outro. Octavio Paz

Pode-se adquirir tudo na solidão, menos o caráter. Stendhal

– A verdadeira solidão, isto é, aquela que faz sofrer, traz consigo o desejo de matar. Cesare Pavese

– A liberdade é a possibilidade do isolamento. Se te é impossível viver só, nasceste escravo. Fernando Pessoa

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s