“Erros judiciais afetam esclarecimento de crimes da Operação Condor, diz relatório”

condor

[Os sistemas judiciários dos países da América Latina sofrem com algumas dificuldades que prejudicam o esclarecimento dos crimes transnacionais da Operação Condor, conforme um relatório que propõe criar uma base comum de dados e circuitos rápidos para passar informação.

Elaborado pelo Observatório Luz Ibarburu, do Uruguai, a Universidade de Oxford, do Reino Unido, e o Ministério da Justiça e Direitos Humanos do Chile, o documento apresenta três áreas onde se concentram os obstáculos para a investigação: a Justiça, as equipes e os recursos, e o acesso às provas.

A solução seria criar “equipes interdisciplinares dedicadas a investigar as causas de direitos humanos”, uma “base de dados em nível regional com informação sobre a Operação Condor” e “circuitos mais ágeis de transmissão da informação”. A intenção é lançar luz sobre o estado das causas judiciais da Operação Condor, que aconteceu durante as últimas ditaduras de Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai para realizar sequestros coordenados nas décadas de 70 e 80.

“A tecnologia da informação em nível regional deve ser usada como se usou para cometer crimes há 40 anos, mas desta vez a favor da democracia”, disse o coordenador jurídico do Observatório Luz Ibarburu, Pablo Chargoñia, à Agência Efe.]

Agência Efe / Montevidéu (Opera Mundi)

Leia o texto completo no site do Opera Mundi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s