Explodem manifestações por todo país, mas no que vai dar tudo isso?

manifestascao-upa-cotia
Greve na UPA no bairro do Atalaia, em Cotia, SP / Retirado do perfil de Marcos Martinez – Facebook

Para usar um jargão muito a gosto da imprensa de algumas décadas anteriores, “de norte a sul, de leste a oeste” explodem manifestações por “todo território nacional”.

São manifestações contra governos municipais, estaduais e federal (até contra quem não tomou posse ainda, eleito que foi nas municipais deste ano); acrescidas, as manifestações, de ocupações e greves.

O brasileiro, a partir de 2013, parece ter retomado gosto pelas ruas e pelos protestos e pelas greves, após o interregno que veio depois da queda de Collor; numa espécie de retomada das manifestações contra a ditadura militar e das greve dos ABCD paulista, estas capitaneadas por Lula.

Esses movimentos de insubordinação seguem a regra proposta pelos protestos de 2013: são multifacetadas, possuem alvos distintos e diversos e abarcam pessoas e grupos com interesses e necessidades díspares, muitas vezes conflitantes.

Essas características são ruins?

Não necessariamente!

Sempre se defendeu neste espaço a oportunidade, a validade e a necessidade de a população se manifestar seja contra o que for, e não há razão alguma para se reformar a opinião.

Está na população (mesmo que dispersa) e nas organizações sociais a saída para os problemas que as afetam.

Não é de se esperar que “os podres poderes” – políticos e empresários – entendam, reconheçam e acatem as reivindicações populares.

Eles não estão aí para isso, mas sim para usufruir do próprio poder em detrimento da população como um todo; vide o caso do partido com maior permeabilidade junto aos pobres e desvalidos brasileiros, o PT, que ficou 13 anos no poder e não conseguiu entender e aceitar os protestos que eclodiram em junho de 2013.

manifestacao-upa-2
Trump ganhou, mas ainda não levou. A população não quer / Foto: Notícias – Terra

E não se parta para um minimalismo tacanho ao não se entender que este não seja um fenômeno exclusivamente brasileiro, pois não é mesmo, vide o que está ocorrendo nos Estados Unidos com a explosão de protestos (por todo país) contra a recente eleição do republicano Donald Trump.

Se “a pauta de reivindicações” é multifacetada, como se vê, ela deve se manter dessa maneira.

A questão, no entanto, é encontrar o pano de fundo comum a todas elas.

E esse pano de fundo indica a falência do Estado (até recentemente dito moderno), do desenvolvimentismo, da democracia representativa e das utopias capitalista e socialista.

Se entendermos e aceitarmos isso, é provável que joguemos o mundo numa espécie de espiral caótica para depois criarmos “um novo mundo possível“.

Quanto tempo isso vai demandar aí já é outra história.

Anúncios

2 comentários sobre “Explodem manifestações por todo país, mas no que vai dar tudo isso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s