Fanatizada, luta para melar investigações sobre a corrupção bota até Deus no meio

Folha capa
Reprodução: Folha de São Paulo/site UOL.

É provável que parte das investigações (variadas e múltiplas como são) e que acossa políticos e empresários (além de sindicalistas e da arraia miúda da burocracia das partes envolvidas) não dê em nada.

Ou, talvez, dê em alguma coisa, mas bem pouquinha, de sorte que se torne insignificante frente a todo esses alvoroço que está se fazendo a respeito.

É provável também que boa parte dos políticos envolvidos nas falcatrua (que são variadas e múltiplas) se reeleja a novo mandato.

Também, é provável de aqueles que não conseguiram se reeleger nos dois últimos pleitos (o federal/estadual e o municipal) consigam de reeleger desta vez.

É um bocado provável que os empresários continuem praticando a mesma corrupção que sempre praticaram como se nada de muito fenomenal tenha acontecido.

Pode ser que crie até algumas novas modalidades de enganar às pessoas e a nação.

É provável que Temer continue onde está (ocupando no Palácio do Planalto e exibindo a sua linda mulher, a Marcela) e leve o seu barquinho presidencial até o iniciozinho de 2019.

Se estaremos todos vivos para presenciar isso tudo não sei dizer, só sei que muita gente vai estar sim, e estar indiferente, com aquela preguiça tropical que nos levar a nos interessar por pouquíssimas coisas, a não ser pelo comezinho e pelo banal.

Dai a Deus o que é de Deus

Pessoas que se dizem de esquerda e de direita se dizem também “desencantadas” com a política e que não acreditam mais em nada e repetem aqueles banalidades como “todo mundo tem de seu preso”, “vai tudo acabar em pizza” e mais um repertório de indignações inúteis.

Não me lembro dessas pessoas (pelo menos da maioria) interessada na política ou no país.

Olhando por esta ótica, até parece que, capitaneado por Deus, o próprio convocou um concílio de anjos, arcanjos, querubins e serafins com o único intuito de ver o que o diabo acha de tudo isso, ele que, obviamente, tende a discordar de tudo e de todos.

No mais, o concilio deveria correr sereno e tranquilo com Deus dando um passa-menino no diabo

Ocorre que não é assim que as coisas se dão por aqui; portanto, Deus não nem nada com isso.

Nós, seres humanos, tendemos às corrupções, a enganar uns aos outros, a ludibriar, especialmente os ingênuos.

É a nós mesmos que temos de dar conta. Deixemos Deus de lado (acreditemos nele ou não, não importa).

É, pelo menos em tese, a nossa evolução que tem de dar conta do recado, seja através de lei, seja através dos nossos usos e costumes, seja as duas coisas juntas e inseparáveis.

O resto é imaturidade, e como se vê neste momento, imaturidade que beira ao fanatismo. De um lado e de outro.

No principio foram os ditos coxinhas, desesperados porque não conseguiam desalojar o PT do poder.

Agora o barco mudou o rumo.

Os desesperados são os petistas e aquele grupo que ainda tem coragem de se identificar como “de esquerda” – outra impropriedade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s