REFLEXÕES SOBRE SEXO, PSICANÁLISE E TANTRA

Prama Shanti

18595579_423583108010325_228017426203538852_o.jpg

Freud, no final do século XIX, revelou que a sexualidade estava na origem das neuroses. Ao estudar inicialmente casos de histeria, verificou a possibilidade de cura pela palavra e criou a psicanálise. Naquele período, a estrutura familiar típica era edípica e patriarcal, cabendo às mulheres pouquíssimas possibilidades de desenvolvimento pessoal e social.

Lacan, na década de 50, releu Freud e, em uma das fases de sua teoria, considerou que a entrada do sujeito na linguagem seria o correspondente simbólico da castração. O que isso significa? Para ele, na medida em que somos seres falantes, perdemos o acesso direto à coisa, ao Real anterior à simbolização, ou seja, conhecemos o nome “mesa”, por exemplo, antes de conhecermos o objeto mesa. O sujeito teria a barreira da linguagem e da cultura que lhes interditaria o acesso direto aos objetos. Há inúmeras consequências dessa hipótese. Dentre elas, a perda da dimensão do instinto…

Ver o post original 395 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s