O século (Le siècle) – Alain Badiou (Ed. Ideias & Letras, 2007)

Alain Badiou

‘Hegel tenta explicar por que a Revolução Francesa foi terrorista. Sua tese é a seguinte: a Revolução apresenta a figura subjetiva da liberdade absoluta. Mas a liberdade absoluta é liberdade que não está vinculada a nenhuma representação do Bem. É, portanto , liberdade sem critério, liberdade cuja efetividade nada atesta em tempo algum. Temos sempre boas razões p ara pensar que tal ou qual sujeito está traindo. A essência da liberdade absoluta se dá, portanto , de forma definitiva, na experiência concreta, como liberdade-que-deve-ser-traída. O nome subjetivo da liberdade verdadeira é Virtude. Mas é impossível alegar um critério confiável e compartilhado da virtude. Tudo faz supor que o que reina é o contrário da virtude, cujo nome é “corrupção”. (28) A essência da liberdade real é em suma a luta contra a corrupção. E como a corrupção é o estado “natural” das coisas, todo o mundo é potencialmente o alvo dessa luta, o que quer dizer: todo o mundo é suspeito. A liberdade, portanto , realiza-se de forma totalmente lógica como “lei dos suspeitos” e depuração crônica.

O que nos importa é isto: estamos sob suspeição quando não temos presente qualquer critério formal que permita distinguir o real do semblante. Na ausência desse critério, a lógica que se impõe é que q u anto mais um a convicção subjetiva se apresenta como real, tanto mais é preciso desconfiar dela. É, pois, no topo do Estado revolucionário, onde sem cessar se declara o ardor pela liberdade, que há o maior número de traidores.’

– – – – –

(28) Sobre o conjunto das questões relativas à Revolução Francesa e numa perspectiva antidialética, é preciso consultar o estudo de Sylvain Lazarus, La catégorie de révolution dans la Révolution Française.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s