Eu estava lá, então eu vi e testemunhei

Lulinha
Jornal do Brasil

O encontro de Lula com intelectuais e artistas em SP, na Liberdade, na Casa de Portugal, não foi o esperado.

Não diria que foi um fiasco, pois não foi!

O auditório lotou (1.100 lugares) e ainda havia algumas centenas pessoas nos corredores e do lado de fora na avenida Liberdade, nas imediações da Casa.

Esperava-se que o encontro pudesse repetir o que ocorrera no dia anterior, no Rio de Janeiro.

Não repetiu!

Talvez a culpa seja da falta de traquejo, de naturalidade e de entusiasmo do paulista.

Algumas pessoas culparam os “coxinhas” que, aliás, por lá sequer apareceram.

Quem sabe aparecessem e “animassem” a festa petista provocando algum rebuliço digno de registro na imprensa.

Mas também é bastante provável que o discurso petista enteja causando certo enfado, tanto assim que o próprio partido não pensa em repetir esse tipo de evento em lugar algum, até o dia 24 de janeiro, data do julgamento de Lula em Porto Alegre,

 Leia também

Os ataques à democracia começaram antes de 2014Carta Capital

Melancolia e conservadorismo: o brilho do Sol NegroRevista Cult

Facebook e seu novo algoritmo: a distopia total Outras Palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s