“Com o produtor de ‘Narcos’ e mais de cem personagens: assim Netflix contará a Lava Jato”

Narcos
Reprodução

[Os porões dos gabinetes de políticos, empresários e lobistas brasileiros são a nova aposta da Netflix, que lança no 23 de março O Mecanismo. A nova série do brasileiro José Padilha, diretor de Narcos, bebe do turbulento noticiário brasileiro, mas reflete a sede de poder e dinheiro em quase qualquer país do mundo.

O Mecanismo se inspira na Operação Lava Jato, a investida policial e judicial contra a maior trama de corrupção do Brasil cujos tentáculos chegaram a, pelo menos, 12 países. O roteiro, nas mãos de Elena Soarez, narra a luta hercúlea de dois policiais federais para desmascarar um enorme esquema de corrupção que comprava, com malas de dinheiro, desde leis até partidos políticos inteiros. Mas a série irá além da Lava Jato. “A corrupção é uma característica inerente ao ser humano, pode ser vista no mundo inteiro”, alertam os criadores.

A série terá um presidente, um ex-presidente, deputados, policiais, promotores e lobistas, mas a intenção é desfigurá-los. “Não serão reconhecíveis. É como se a história ocorresse em um país longínquo de outra galáxia”, diz Marcos Prado, um dos três diretores que trabalham junto com Padilha.

Nessa trama policial há especial interesse em retratar a obsessão. A dos que exercem o poder e querem ainda mais, e a dos próprios investigadores por resolver o caso. O Mecanismo tem mais de cem personagens.]

Leia matéria completa no El País.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s